Síndrome do Olho Seco: o que é, sintomas e cuidados

A síndrome do olho seco é uma doença que resulta em desconforto e perturbação visual devidos à instabilidade lacrimal, ou seja, a produção de lágrimas é insuficiente para manter a hidratação dos olhos.

Sintomas do Olho Seco

As pessoas afetadas por esta condição costumam sofrer na hora de assistir à TV ou trabalhar em frente ao computador. Nessas situações a lubrificação natural que acontece cada vez que piscamos acaba por ficar comprometida, pois piscamos com menor frequência. Além disso, essas pessoas podem sofrer com alguma irritação nos olhos, como uma sensação de ter algum corpo estranho dentro dos olhos.

Alguns outros incômodos causados pela síndrome olho seco são a sensação de irritação nos olhos, episódios de lacrimejo (seguidos com um período de grande secura), presença de secreção viscosa no olho, fotossensibilidade e desconforto em leitura prolongada. Essa condição pode até interferir na visão do paciente, causando episódios de visão desfocada ou turva.

O que pode causar a Síndrome do Olho Seco

As condições ambientais externas podem ter um importante papel na causa do olho seco, como o excesso de exposição ao sol, à poluição ou à ventos fortes. No entanto, as condições ambientais internas podem da mesma forma aumentar a propensão à essa condição. Por exemplo, mulheres são mais propensas a desenvolver essa síndrome do que homens, devido às alterações hormonais. Além disso, as pessoas a partir de 65 anos, como consequência do processo natural do envelhecimento, acabam por apresentar sintomas de olho seco.

Algumas das causas também podem estar associadas a condições médicas como artrite reumatoide, diabetes e problemas de tireoide e até alguns medicamentos podem reduzir a quantidade e a qualidade das lágrimas. Medicamentos como anti-histamínicos, descongestionantes e antidepressivos podem causar este efeito adverso.

O diagnóstico

Para diagnosticar essa condição, podem ser utilizados dois testes: Teste de Schirmer e o Teste BUT. O primeiro irá avaliar a quantidade da produção de lágrimas, enquanto o segundo irá avaliar a estabilidade lacrimal, ou seja, a duração da hidratação da superfície dos olhos. 

O tratamento

O tratamento para olho seco depende muito da causa e do nível de desenvolvimento da condição. No geral, o uso de lágrimas artificiais é comum para esse tratamento. Em casos mais sérios podem ser utilizadas lentes de contacto específicas, que tem como objetivo proteger o olho de forma semelhante à lágrima. É importante entender qual a causa específica para que o problema seja tratado de forma efetiva.

Previna-se da Síndrome do Olho Seco

Algumas medidas fáceis e muito simples podem ser tomadas para evitar esse problema. Proteger os olhos de irritantes como ventos fortes e fumo de cigarro podem ser muito eficientes, porém ambos são muito comuns no dia-a-dia. O uso de óculos de sol pode proteger desses irritantes, além de evitar a exposição excessiva dos olhos ao sol. Além disso, manter a região dos olhos higienizada e beber bastante líquidos também ajudam na prevenção o surgimento de olhos secos.

Concluímos então que, apesar de ser uma condição muito comum, a Síndrome do Olho Seco pode provocar sintomas bastante incômodos para o paciente. Portanto, previna-se e mantenha-se protegido.

Partilhar este artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Descubra outros artigos de interesse

O meu carrinho Item removido Reverter
  • O carrinho está vazio.

Pedido de marcação de consulta de Optometria

Pedido de marcação de consulta - Optometria